PORTUGUÊS ENGLISH
  |  
NOTÍCIAS
HÁ MAIS PORTUGUESES A NÃO FAZER FÉRIAS NESTE NATAL E REVEILLON
2014-12-10

Estudo do IPDT revela que aumentou 5,9 por cento o número de portugueses que dizem não pretender fazer férias no período de Natal e Ano Novo que se aproxima. Razões financeiras são os motivos mais apontados.

O estudo do IPDT sobre a intenção de férias da população de Portugal Continental para o Natal e fim de ano de 2014 revela que apenas 6,6 por cento dos inquiridos planeiam uma pausa fora de casa durante este período. Destes, a maioria (84,8 por cento) ficará em território nacional - sendo que a região do Porto e Norte surge como primeiro destino, recolhendo 32,1 por cento das preferências, seguido pelo Algarve com 25 por cento das respostas. Estes valores evidenciam um aumento da procura para o Porto e Norte e uma diminuição para o Algarve (que registaram no ano passado 30,9 por cento e 33,6 por cento das intenções de férias respetivamente).

Dos 93,4 por cento que não tencionam fazer férias no Natal ou Ano Novo deste ano, 45,5 por cento justificam-no com motivos de ordem financeira e outros associados à crise económica e 43,5 por cento com o facto de terem de trabalhar. O estudo indicia ainda uma intenção de maior consumo em férias no período de Natal quando comparado com o ano passado. Assim, um em cada quatro (27,3 por cento) dos inquiridos afirma que vai gastar mais do que em 2013, enquanto os restantes vão gastar o mesmo que no ano anterior. Este acréscimo está relacionado com o previsível aumento da duração do período de férias, uma vez que 27 por cento das respostas apontam precisamente nesse sentido.

A recolha de dados do estudo de intenções de férias da população de Portugal Continental para o Natal e fim de ano de 2014 e ano de 2015 decorreu entre 9 e 27 de novembro de 2014, com aplicação de um questionário realizado via telefone para lares com telefone fixo, em Portugal Continental e por sujeitos com 18 ou mais anos numa amostragem estratificada por região de residência, tendo-se obtido 500 entrevistas válidas. A esta amostra corresponde um erro amostral máximo de ±4,4%, para um nível de confiança de 95%.

Consumo médio global chega aos 998 euros em 2015
O estudo revela ainda que as intenções de férias para 2015 são semelhantes às de 2014 (25,6 por cento vai gozar férias), uma expectativa semelhante à obtida no estudo efetuado há um ano atrás. A intenção é relativamente baixa, o que aponta para alguma apreensão dos portugueses em relação às férias do próximo ano. Os resultados indicam, ainda, que apenas uma pequena percentagem de turistas nacionais ficará em estabelecimentos hoteleiros, indo a preferência de alojamento para a casa alugada, a casa de família/amigos ou a 2ª residência. Em relação ao estudo do ano anterior, verifica-se um aumento da estada média e da dimensão do grupo. O consumo médio global apontado pelos inquirido será de 998 euros em 2015, um valor superior ao indicado em 2014 (793 euros), embora com consumos unitários por pessoa e/ou noite semelhantes. 

OUTRAS NOTÍCIAS
8 EM CADA 10 PORTUGUESES VÃO GOZAR FÉRIAS FORA DE CASA NESTE VERÃO
2017-06-22

Estudo do IPDT indica que as praias portuguesas são o destino escolhido pela maioria dos que vão de férias

NÍVEL DE CONFIANÇA NO SETOR DO TURISMO ATINGE NOVO MÁXIMO
2017-06-01

“O nível de confiança em alta permite-nos perspetivar um ano de 2017 com novos recordes” refere António Jorge Costa sobre as previsões do Barómetro.

PARTICIPE E HABILITE-SE A GANHAR UMA VIAGEM A PORTO SANTO PARA DOIS
2017-05-19

Passatempo do estudo de intenções de férias dos Portugueses para o Verão 2017 decorre até 4 de junho.

TURISTAS QUE VISITAM O PORTO E NORTE GASTAM CADA VEZ MAIS NO DESTINO
2017-05-12

Estudo do IPDT mostra que os turistas que visitam a região ficam, em média, sete noites no destino e gastam perto de 1000€

Carregar mais
INFORMAÇÃO PARA OS MEDIA

Os sumários dos estudos desenvolvidos estão disponíveis para os meios de comunicação acreditados. Por favor contacte:
Direção de Comunicação IPDT
Daniela Rodrigues

+351 226 097 060
Se desejar outro tipo de informação por favor preencha o formulário: