PORTUGUÊS ENGLISH
  |  
NOTÍCIAS
O DESEMPENHO DO TURISMO E A NECESSIDADE DE ESTRATÉGIA
2014-03-20

O turismo português está de parabéns! Os números atestam que 2013 foi um dos melhores anos para o turismo, com entidades internacionais a premiar a qualidade das nossas cidades.

Também o nível de confiança dos empresários no desempenho do sector turístico atingiu o seu máximo em Dezembro passado.

Este desempenho ficou a dever-se a um conjunto de factores, de onde se destacam o aumento da procura externa, derivado da melhoria económica dos mercados emissores, a óptima relação qualidade/preço da nossa oferta, e a instabilidade no Norte de África.

 

É verdade que estas notícias não se traduzem em resultados imediatos para todos os portugueses. Porém, também é verdade que não chegamos ao actual estado de coisas de um dia para o outro.

 

Temos de trilhar um caminho de exigência, de qualificação, de criação de competitividade para as nossas empresas e destinos, e alinhar pelo que de melhor se faz no mundo, tentando ser diferentes e genuínos.

 

Recentemente perguntaram-me se o sucesso do turismo português se devia, em grande parte, à crise do Norte de África, e se, quando esta terminasse, voltaríamos ao mesmo estado de coisas. Respondi que é verdade que temos aproveitado essa situação, mas que estamos a trabalhar para que essa oportunidade se torne sustentável e que Portugal venha a ser primeira escolha para quem nos visita.

E afirmo isso, tendo por base o esforço e a capacidade de resiliência e criatividade dos empresários do sector do turismo.

 

A dinâmica do Porto e de Lisboa, que se têm vindo a estabelecer como destinos e produtos alternativos e complementares ao Algarve, são exemplos disso. Temos de continuar a inovar, a melhorar os nossos produtos e destinos, e a reclamar condições de maior competitividade para o nosso Turismo.

 

Porém, apesar destes sinais positivos e de vermos os nossos esforços a serem recompensados, ainda temos grandes desafios pela frente e problemas que urge resolver, como:

- A perda de competitividade, derivada da quebra de poder de compra dos portugueses e do aumento dos impostos sobre os bens e serviços do turismo;

- Os baixos preços médios, tornando o investimento pouco atractivo. Para atacarmos estes problemas, temos de tornar o turismo verdadeiramente estratégico para o nosso país. Temos de estabelecer metas e objectivos, de definir planos e acções para os atingir, e isto, não só ao nível das empresas do sector, mas também, das entidades que tutelam o turismo.

 

Esta abordagem, na sua essência, não é mais que a criação de uma estratégia nacional para o turismo, onde públicos e privados se unem para assumir uma causa comum: o turismo como pilar da modernização e desenvolvimento do país. Para conceber e implementar esta estratégia, poder-se-ia criar a "agência nacional para a qualificação e competitividade do turismo"!

 

E o modelo de promoção, uma vez definida a estratégia, e convém lembrar que a estrutura deve seguir a estratégia e não o contrário, sob pena de termos de "encaixar" uma estratégia numa estrutura já existente, deve pensar-se a promoção do país como destino turístico.

 

Ora, discutir profundamente um modelo de promoção, leva, no contexto actual, a ter de se falar sobre a nova agência nacional de promoção turística.

 

Aqui, surge, como aspecto central, o modelo de funcionamento desta entidade, e a sua pertinência para se alcançar uma promoção mais eficaz e eficiente.

 

Naturalmente, não se deve replicar estruturas, não se deve esquecer as especificidades das regiões nacionais e dos produtos estratégicos, bem como, o facto de uma entidade desta natureza dever ter um modelo de gestão profissional, centrado nos resultados e no "accountability".

 

A decisão da criação de tal estrutura para a gestão da promoção externa deve deixar bem claro, junto do sector do turismo e dos contribuintes, a sua necessidade e a relação inequívoca de custo/benefício para o país. Se possível, saber onde já se adoptou este modelo e quantos lugares esses países subiram no ranking internacional dos destinos turísticos, fruto do mesmo.

 

Nota final: É claro que Portugal está na moda! E é também claro que estamos a caminhar para um país/destino onde o bom gosto, a qualidade e a sofisticação se afirmam diariamente. Porém, não podemos abrandar os esforços, nem adormecer à sombra do sucesso. Sucesso gera responsabilidade, e tenho a certeza que todos estaremos à altura do desafio.

 

Fonte: Publituris, 20-03-2014

> PORTUGUESES ESCOLHEM FAZER FÉRIAS CÁ DENTRO
> TURISTAS DUPLICAM GASTOS NO PORTO E NORTE
> TURISTAS QUE VISITAM O PORTO E NORTE DE PORTUGAL GASTAM MAIS 192 EUROS FACE A 2013
> HÁ MAIS PORTUGUESES A NÃO FAZER FÉRIAS NESTE NATAL E REVEILLON
> SETOR DO TURISMO PREVÊ MELHORES RESULTADOS EM 2015
> FIT'15 - TURISMO RESISTE À CRISE, MAS É PRECISO MELHORAR ATRATIVIDADE
> TURISMO PORTUGUÊS BEM ENCAMINHADO PARA CAPTAR MAIS TURISMO ASIÁTICO
> BRASILEIROS SÃO OS QUE MAIS GASTAM NO PORTO E NORTE
> AÇORIANOS DIZEM QUE APOSTA NO TURISMO DEVE PASSAR PELA NATUREZA
> 1 EM CADA 3 PORTUGUESES VAI GOZAR FÉRIAS NESTA PÁSCOA
> TURISTAS ANGOLANOS SÃO OS QUE MAIS GASTAM NO PORTO E NORTE DE PORTUGAL
> GOVERNO DOS AÇORES PROMOVEU ENCONTRO DO TURISMO EM PONTA DELGADA
> VISITAS A FAMILIARES E AMIGOS SÃO PRINCIPAL RAZÃO PARA VIAJAR ATÉ AO PORTO E NORTE
> ESTUDO DAS INTENÇÕES DE FÉRIAS DOS PORTUGUESES - VERÃO 2015
> TURISMO NACIONAL EM ANÁLISE NA REVISTA WORLDWIDE HOSPITALITY AND TOURISM THEMES
> TOURISM TRENDS REVIEW "TURISMO 2015": 2015 SERÁ MELHOR DO QUE 2014
> ESTUDO: CONHECE OS AÇORES?
> ÍNDICE DE CONFIANÇA NO SETOR DO TURISMO ATINGE VALOR MAIS ELEVADO DE SEMPRE
> METADE DOS PORTUGUESES VAI DE FÉRIAS ESTE VERÃO
> SEIS DIAS, 762 EUROS: COMO UM TURISTA EXPERIMENTA O PORTO E NORTE
> IPDT CELEBRA DIA MUNDIAL DO TURISMO COM CONCURSO DE FOTOGRAFIA
> GOVERNO DEVE REDUZIR CARGA FISCAL NO SETOR DO TURISMO
> IPDT COORDENA REVISTA CIENTÍFICA INTERNACIONAL DE HOTELARIA E TURISMO
> TURISTAS DO PORTO E NORTE MUITO SATISFEITOS E COM INTENÇÃO DE RECOMENDAR O DESTINO
> 2 EM CADA 5 INQUIRIDOS VAI DE FÉRIAS NESTE NATAL E RÉVEILLON
> INSTABILIDADE POLÍTICA NÃO VAI AFETAR DESEMPENHO DO TURISMO EM 2016
> GASTO TURÍSTICO NO PORTO E NORTE AUMENTA 10 POR CENTO
> ESTUDO DAS INTENÇÕES DE FÉRIAS DOS PORTUGUESES - PÁSCOA 2016
> NORTE-AMERICANOS SÃO OS QUE MAIS GASTAM NO PORTO E NORTE EM 2015
> METADE DOS PORTUGUESES VAI DE FÉRIAS NESTA PÁSCOA
> OFERTA TURÍSTICA REALINHADA COM AS NOVAS TENDÊNCIAS DO MERCADO
> QUASE METADE DOS TURISTAS QUE VISITAM O PORTO E NORTE VIAJAM SOZINHOS
> PARTICIPE E HABILITE-SE A GANHAR UMA VIAGEM A CABO VERDE PARA DOIS
> ÍNDICE DE CONFIANÇA NO SETOR DO TURISMO ATINGE VALOR MAIS ELEVADO DE SEMPRE
> 8 EM CADA 10 PORTUGUESES VAI GOZAR FÉRIAS FORA DE CASA NESTE VERÃO
> PARTICIPE E HABILITE-SE A GANHAR UM FIM-DE-SEMANA NOS AÇORES PARA DOIS
> PROCURA EXTERNA E INVESTIMENTO PRIVADO VÃO AUMENTAR NOS PRÓXIMOS MESES
> PARTICIPE E HABILITE-SE A GANHAR UMA VIAGEM À MADEIRA PARA DOIS
> SOL E MAR E SHORT BREAKS SÃO OS MOTIVOS QUE LEVAM TURISTAS AO PORTO E NORTE
> QUATRO EM CADA 10 PORTUGUESES VÃO DE FÉRIAS NESTE NATAL E RÉVEILLON
> PERCEÇÃO DOS TURISTAS EM VISITA A PORTUGAL
> 2017 VAI TRAZER NOVOS RECORDES AO TURISMO
> 9 EM CADA 10 PORTUGUESES VAI GOZAR FÉRIAS ESTE ANO
> INTENÇÕES DE FÉRIAS DOS PORTUGUESES PARA A PÁSCOA
> MAIS DE METADE DOS PORTUGUESES VAI GOZAR FÉRIAS NESTA PÁSCOA
> TURISTAS QUE VISITAM O PORTO E NORTE GASTAM CADA VEZ MAIS NO DESTINO
> PARTICIPE E HABILITE-SE A GANHAR UMA VIAGEM A PORTO SANTO PARA DOIS
> NÍVEL DE CONFIANÇA NO SETOR DO TURISMO ATINGE NOVO MÁXIMO
> 8 EM CADA 10 PORTUGUESES VÃO GOZAR FÉRIAS FORA DE CASA NESTE VERÃO



MAIS INFORMAÇÕES
OUTRAS NOTÍCIAS
8 EM CADA 10 PORTUGUESES VÃO GOZAR FÉRIAS FORA DE CASA NESTE VERÃO
2017-06-22

Estudo do IPDT indica que as praias portuguesas são o destino escolhido pela maioria dos que vão de férias

NÍVEL DE CONFIANÇA NO SETOR DO TURISMO ATINGE NOVO MÁXIMO
2017-06-01

“O nível de confiança em alta permite-nos perspetivar um ano de 2017 com novos recordes” refere António Jorge Costa sobre as previsões do Barómetro.

PARTICIPE E HABILITE-SE A GANHAR UMA VIAGEM A PORTO SANTO PARA DOIS
2017-05-19

Passatempo do estudo de intenções de férias dos Portugueses para o Verão 2017 decorre até 4 de junho.

TURISTAS QUE VISITAM O PORTO E NORTE GASTAM CADA VEZ MAIS NO DESTINO
2017-05-12

Estudo do IPDT mostra que os turistas que visitam a região ficam, em média, sete noites no destino e gastam perto de 1000€

Carregar mais
INFORMAÇÃO PARA OS MEDIA

Os sumários dos estudos desenvolvidos estão disponíveis para os meios de comunicação acreditados. Por favor contacte:
Direção de Comunicação IPDT
Daniela Rodrigues

+351 226 097 060
Se desejar outro tipo de informação por favor preencha o formulário: